Delegação do Sindiquinze participa da reunião ampliada da Fenajufe em Brasília

postado em: NOTÍCIAS | 0

A delegação do Sindiquinze participou no último sábado, dia 8 de julho, da Reunião Ampliada da Fenajufe, em Brasília. Formada por seis delegados e três observadores, o grupo acompanhou os debates sobre as propostas de resolução que orientarão as ações da Federação e o calendário de lutas para os próximos dias.

Desenvolver uma campanha nacional na mídia em defesa do PJU, com o mote “Justiça é direito do povo e dever do Estado” está entre as medidas deliberadas.

Outro ponto aprovado também diz respeito a uma campanha nacional na mídia para esclarecer a população sobre os danos do rezoneamento na Justiça Eleitoral e das reformas propostas pelo Governo, em trâmite na Câmara dos Deputados e no Senado, bem como o desmonte do Poder Judiciário da União.

O Presidente do Sindiquinze e Coordenador-Geral da Fenajufe, Zé Aristéia, participou da reunião. Os representantes do Sindiquinze na Reunião Ampliada foram Ivan Bagini, Marcelo Amorim de Menezes, Luís Antonio Sferra, Orlando Roque de Oliveira Filho, Júlio César da Silva, e Luís Fabiano da Silva (delegados), e Iolanda da Conceição Bechelli, Walter Brandi Koch Rodrigues e Daniela Adriana Beresi Gonzalez (observadores).

CONTEC

No domingo, ocorreu a terceira reunião do Coletivo Nacional dos Técnicos Judiciários (Contec). O diretor Marcelo Amorim representou o Sindiquinze no encontro que discutiu propostas e estratégias para a valorização do segmento. Na primeira etapa dos trabalhos, a Fenajufe trouxe informes a respeito das conclusões da Comissão Interdisciplinar de Carreira do TF e agora, do MPU, que já deu início aos trabalhos. Dos sindicatos também vieram relatos sobre as discussões na base acerca do NS e as dificuldades ainda enfrentadas, como o desconhecimento da causa por grande número dos Técnicos no interior do País.

Na reunião também foram informadas todas as ações de valorização da carreira, como envio de ofício aos tribunais e conselhos superiores (TSE, STM, STJ, CNJ, CJF e CSJT, entre outros) para mudança da escolaridade mínima para ingresso na carreira de técnico. Com exceção do TST, onde o Presidente Ives Gandra Martins Filho já se posicionou contra o NS, houve grande receptividade por partes dos presidentes dos órgãos. Com uma série de medidas, a Fenajufe vem cumprindo o compromisso assumido na plenária de 2015, em João Pessoa-PB, na luta pela valorização da carreira dos técnicos judiciários.

O Presidente do Sindiquinze, Zé Aristéia, falou da necessidade de alinhar o trabalho das duas comissões (STF e MPU) e ocupar o espaço institucional para fazer uma boa interlocução com os chefes dos Poderes. “Na comissão de carreira do STF foi produzido um relatório que foi enviado ao conselho diretores gerais e essa discussão precisa ser retomada. A questão do NS foi pautada concretamente e percebemos apoio de alguns setores e resistência de outros”, afirmou Zé Aristéia.

Parte da delegação do Sindiquinze que participou da reunião ampliada em Brasília

O Presidente do Sindiquinze e Coordenador-Geral da Fenajufe, Zé Aristéia, fez parte da mesa que organizou os trabalhos

O Diretor Marcelo Amorim representou o Sindiquinze na reunião do Contec

32 1visualizações hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =