Participe da pesquisa sobre saúde do servidor da 1ª Instância do TRT-15

postado em: NOTÍCIAS, SAÚDE | 0

Uma pesquisa inédita de mestrado ligada ao Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), vai avaliar os efeitos do processo judicial eletrônico (PJe) na saúde dos servidores da 1ª instância do TRT-15. O autor de estudo é o servidor Fauzi El Kadri Filho, fisioterapeuta da Secretaria de Saúde do Tribunal há 12 anos. A pesquisa foi enviada no e-mail funcional de 1.627 servidores e são necessários, pelo menos, 400 questionários totalmente preenchidos para a amostra ser representativa da totalidade da população pesquisada.

A ideia da tese, intitulada “Sintomas osteomusculares, capacidade para o trabalho e estresse relacionado ao trabalho no contexto do PJe”, surgiu com o aumento das queixas de servidores sobre dores, tendinites, inflamações e lesões nos tendões após o início do funcionamento do PJe. O objetivo do estudo é compreender como o trabalho com o uso da nova ferramenta se associa com a ocorrência de sintomas osteomusculares e como estes sintomas estão relacionados com a capacidade para o trabalho e com o estresse relacionado ao trabalho dos servidores de 1ª instância do Tribunal.

RÁPIDO E FÁCIL

O tempo estimado para a participação na pesquisa, incluindo a leitura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e a resposta aos questionários, é entre 15 e 20 minutos. Pela metodologia empregada no estudo, os servidores aptos a participar são os lotados nas varas de trabalho de toda a 15ª Região, excetuando os secretários de audiência, os que trabalham a menos de um ano e os servidores dos Fóruns Trabalhistas de Campinas e de São José do Rio Preto, que fazem ginástica laboral supervisionada e, portanto, têm intervenção preventiva.

De acordo com Fauzi, a pesquisa não tem nenhum paralelo, tanto do ponto de vista acadêmico como no âmbito do Judiciário. São quatro questionários, sendo o primeiro com dados pessoais (idade e sexo) e profissionais, o segundo com informações sobre sintomas osteomusculares, o terceiro com informações referentes à capacidade para o trabalho e o quarto com informações acerca do estresse relacionado ao trabalho. Estão garantidos o sigilo dos participantes e a confidencialidade das respostas.

IMPORTÂNCIA

Os questionários têm validade internacional e os resultados da pesquisa poderão subsidiar ações preventivas relacionadas à ocorrência dos sintomas. Caso seja detectada alguma situação que indique a necessidade de orientações ou encaminhamento, o fisioterapeuta estará à disposição.

O Sindiquinze apoia a pesquisa e solicita a todos que receberam o e-mail (imagem abaixo) que respondam completamente os questionários para que seja possível ter um panorama geral sobre a saúde dos servidores e que medidas preventivas possam ser colocadas em prática com base no estudo.

29 1visualizações hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 10 =