Sindiquinze participa do 1º Encontro LGBT+ promovido pela Fenajufe e integra a discussão temática na categoria

postado em: NOTÍCIAS | 0

O Sindiquinze, representado pelo diretor Joaquim Castrillon, pela sindicalizada Liliam Maria de Camargo e pelo assessor parlamentar Alexandre Marques, participou, no sábado (08) e domingo (09), do 1º Encontro LGBT+ promovido pela Fenajufe.

O evento aconteceu em formato híbrido e contou com a presença de mais de 40 pessoas entre os representantes dos sindicatos, palestrantes e a comissão organizadora.

Para este primeiro encontro, a Federação trouxe as palestrantes Lucci Laporta, ativista transfeminista, Dalcira Ferrão psicóloga especializada em atendimento à população LGBT+, Sara Wagner professora pedagoga e ativista LBGTI+, Dayana Brunetto, coordenadora geral de promoção dos direitos das pessoas LGBTQIA+ e Gab Van, articulador político-social e coordenador da “Marcha do Orgulho Trans” do Rio de Janeiro.

Os palestrantes abordaram a realidade e desafios dos vários segmentos, invariavelmente marcados pela dor do preconceito e da discriminação por quais passam no dia a dia. Em suas falas reafirmaram a importância das pessoas LGBT+ ocuparem os espaços do mundo do trabalho, acadêmicos, sociais e da necessidade urgente da efetivação das políticas públicas que os façam existir de fato.

Em todas as manifestações, o ponto em comum citado por todos e todes foram as várias formas de violência com o ranking de uma pessoa LGBT+ morta a cada 34 horas no País.

O primeiro encontro LGBTI+ da Fenajufe exibiu vivências, dores e principalmente a luta incessante das pessoas LGBT+ para exercerem o direito à vida.

Roda de Conversa

O assessor parlamentar do Sindiquinze foi um dos convidados para a condução da Roda de Conversa sobre “A realidade dos LGBTs+ no Mundo do Trabalho”. A atividade foi conduzida por Alexandre Marques e pela jornalista e LGBT+ da Fenajufe Joana Darc Melo.

A jornalista ressaltou a importância de as entidades sindicais serem exemplo nas pautas LGBT+ começando pelos próprios funcionários, oferecendo oportunidades iguais para todes. “Nós não temos que esperar o dia 28 de junho, que é o dia do Orgulho LGBT+, devemos combater a discriminação e o preconceito todos os dias”.

O assessor chamou a atenção para os desafios da população LGBT+ e ressaltou que mesmo com os avanços, ainda existe muito preconceito e discriminação contra pessoas LGBTs, pontuando a violência como fator preponderante da população.

Os participantes assistiram um vídeo com histórias impactantes sobre a realidade dos LGBTs+ no mundo do trabalho. A partir disso, os participantes contribuíram com falas, ideias e reivindicações apontando a mesma direção: a unidade no enfrentamento ao preconceito, a luta contra à LGBTIA+fobia e o fortalecimento da pauta pelas entidades sindicais.

O 1º Encontro LGBT+ aprovou ainda uma moção de defesa às deputadas ameaçadas de cassação.

As parlamentares Célia Xakriabá (PSOL/MG), Erika Kokay (PT/DF), Fernanda Melchionna (PSOL/RS), Juliana Cardoso (PT/SP), Sâmia Bomfim (PSOL/SP) e Talíria Petrone (PSOL/RJ), estão sendo acusadas de quebra de decoro parlamentar durante aprovação do projeto do marco temporal de terras indígenas (PL 490/07) ainda no mês de maio. Na verdade, a ação do partido evidencia violência política de gênero e tentativa de silenciar as deputadas.

A moção será construída e divulgada pela diretoria executiva.

Entre as propostas apresentadas, estão:

  • Que os sindicatos que ainda não possuem Núcleo contra Opressões, o criem, no formato que for melhor para a realidade local e que divulgue nas bases o encontro da Federação, estimulando a participação de todos.
  • Reivindicar junto aos tribunais que o tema da luta dos direitos humanos, da luta das mulheres, negros e negras e pessoas LGBTs seja incluído nos processos de formação e capacitação dos órgãos.
  • Propor a criação de núcleos ou conselhos nas unidades do PJU para o acolhimento das pessoas LGBT+ e o recebimento de denúncias dos casos de LGBTfobia;
  • Propor que os Tribunais adotem uma Política de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade, por meio de seus normativos internos, dispondo sobre ações e projetos que devem ser implementados com o escopo de combater a discriminação de todos aqueles que são vulneráveis, pelas suas condições pessoais, a exemplo da mulher, do negro e dos LGBT+.
  • Reforçar que, além da imprescindível criação de Núcleos, as entidades sindicais pautem o tema da luta das pessoas LGBTs em eventos gerais da categoria, como Congressos, Plenárias, além de eventos específicos e organizativos das pessoas LGBTs.

Para Liliam Camargo, o 1º Encontro LGBT+ da Fenajufe foi simplesmente incrível. “Me senti acolhida, amada e protegida. Pude me expressar livremente e interagir com as pessoas amorosas, inteligentes e divertidas que andam escondidas pelos tribunais desse país. Do alto do meu privilégio branco, cisgenero e heterossexual pude sentir todo o amor, o respeito e o carinho dessa ‘festa estranha, com gente esquisita’. E como disse nosso querido Ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, vocês existem e eu me importo com vocês”, afirma.

O diretor Joaquim Castrillon explica que ainda está sintetizando a quantidade de informações repassadas e recebidas no encontro. “O que posso adiantar é que houve uma grande sinergia entre todes os participantes, presenciais e online. O clima é de alívio pela página virada do governo anterior e a esperança de novos tempos com um governo novo e democrático enche de esperança o coração de todos”.

“Saí desse encontro um cidadão e homem melhor do que o que entrou por lá e voltei para Campinas com a obrigação de iniciar os trabalhos para estimular um núcleo LGBT+ no Sindiquinze. Meu encaminhamento, entre outros aprovados, é que este encontro faça parte definitiva do calendário de eventos permanente da Fenajufe”, completa Castrillon.

O 1º Encontro LGBT+ da Fenajufe foi encerrado com a participação dos presentes na 24ª Parada do Orgulho LGBT+ de Brasília.

Por Caroline P. Colombo com informações da Fenajufe

Baixe agora o aplicativo SINDIQUINZE para celulares Android e IOS!
Veja como é simples e rápido ter todas as notícias, serviços prestados e benefícios oferecidos pelo sindicato, em um só lugar!
Aproveite e também atualize seu cadastro pelo APP!

1084total visits,1visits today

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 3 =