GREVE GERAL: SINDIQUINZE CONCLAMA SERVIDORES A PERMANECEREM EM CASA NESTE 18 DE MARÇO

postado em: NOTÍCIAS, ÚLTIMAS NOTÍCIAS | 0

Diante da pandemia do novo coronavírus que coloca a 15ª Região e os demais estados do Brasil em emergência, o Sindiquinze segue a atuação das demais representações do país e conclama todos os servidores do TRT a, neste 18 de março, se manterem mobilizados contra a Reforma Administrativa e demais projetos que retiram direitos da categoria.

Conforme divulgado anteriormente, rodada de assembleia promovida no mês de fevereiro aprovou a participação na Greve Geral deste 18 de março. No entanto, com as medidas impetradas contra a proliferação do vírus, o Ato chamado pelas centrais sindicais foi adiado, com a manutenção das paralisações gerais e manifestações virtuais em favor do serviço público.

Neste sentido, a direção do Sindiquinze mantém a determinação aprovada em Assembleia e conclama todos os servidores da 15ª Região a cruzarem os braços e permanecerem em casa nesta quarta-feira (18). “Mais do que um ato de mobilização em favor da valorização do serviço público, a medida se faz necessária diante da necessidade de preservação da saúde do servidor”, afirma o presidente Ivan Bagini.

Apesar da publicação da Portaria Conjunta GP VPA GPJ CR 01/2020 ocorrida nesta segunda-feira (16), a avaliação do sindicato é de que a determinação não traz nenhuma solução efetiva para combater o contágio ao coronavírus, uma vez que o expediente interno foi mantido, suspendendo-se apenas o atendimento ao público.

O Sindiquinze reafirma que, desde a última semana, tem envidado esforços junto à Administração do Tribunal em favor da saúde dos servidores. “Entendemos que a Portaria publicada pela 2ª Região é o único caminho para interromper a corrente de transmissão do vírus, na medida em que contempla não só os servidores, mas resolve também a questão dos trabalhadores terceirizados que exercem suas atividades no Regional”, completa Ivan.

Nesta quarta-feira (17), a diretoria esteve com a presidência do Tribunal onde foi pleiteada a suspensão imediata do expediente forense “nos exatos termos preconizados pela Portaria de São Paulo, por medida de segurança que, no nosso entender, se faz urgente diante dos fatos postos até o dia de hoje”, enfatiza o presidente do Sindiquinze.

Como até o momento a Administração não se posicionou com relação ao pleito, o sindicato reafirma a importância de TODOS OS SERVIDORES DA 15ª REGIÃO PERMANECEREM EM CASA nesta quarta-feira, uma vez que o estado de greve foi mantido em nível nacional.

Em um vídeo gravado na tarde desta terça-feira, o presidente Ivan Bagini fala sobre as tratativas com o TRT no resguardo da saúde dos servidores e terceirizados da 15ª Região, bem como reafirma a importância da paralisação total das atividades nesta quarta-feira (18).

CLIQUE AQUI para assistir o vídeo

Por Caroline P. Colombo, a serviço do Sindiquinze

10 1visualizações hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro − 4 =