Núcleo de Solidariedade do Sindiquinze lança campanha de arrecadação para a cozinha comunitária do Jd. São Marcos

postado em: NOTÍCIAS, SOLIDARIEDADE | 0

O Núcleo de Solidariedade do Sindiquinze lançou hoje, dia 6 de julho, a campanha de arrecadação para ajudar a cozinha comunitária do Jd. São Marcos, em Campinas, organizada pelo jovem e dinâmico Padre Antonio Rodrigues Alves, e que desde o mês passado distribui comida de qualidade para moradores das ocupações Vale do Sol e Vila Paula.

Padre Antonio é responsável pelas igrejas de sete comunidades no bairro e desde o início da pandemia tem distribuído centenas de cestas básicas na região. A ideia da cozinha comunitária surgiu como uma forma de aproveitar melhor os alimentos e atender um maior número de pessoas, com uma alimentação mais nutritiva e balanceada. Márcia Molina, do movimento “Economia de Francisco e Clara”, da Igreja Católica, com experiência em ações de combate à fome, elaborou um cardápio balanceado com os ingredientes disponíveis. É ela quem busca os ingredientes no início da semana.

A cozinha foi inaugurada no dia 14 de junho, quando foram distribuídas 200 refeições, mas agora a demanda já aumentou para 300 refeições por dia (sempre no almoço, de segunda à sexta). Cada morador traz seu recipiente, para economizar e evitar a produção de lixo.

O projeto é organizado pela Paróquia São Marcos, o Evangelista, Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Núcleo da Economia de Francisco e Clara da Arquidiocese de Campinas, CUT, Comissão Pastoral Operária, Projeto de Extensão da Unicamp (Doutor Rubens), Fundo Solidário da Arquidiocese de Campinas e Frente em Defesa pela Vida. Cinco moradoras do acampamento Marielle Vive, do MST em Valinhos, dividem as experiências que adquiriram na cozinha comunitária do acampamento e preparam com o maior carinho as refeições. A ideia é que em três meses a própria comunidade beneficiada aprenda a administrar a cozinha e torne a atividade mais centrada no bairro, tanto na mão de obra quanto na compra de produtos. O movimento “Economia de Francisco e Clara se reúne todo último sábado do mês e interessados podem entrar em contato com o sindicato para participar.

Vakinha
No mês passado, o Núcleo de Solidariedade do Sindiquinze fez uma doação para o funcionamento da cozinha e se propôs a apoiar a atividade enquanto ela durar, pois é uma iniciativa que diminui o vácuo deixado pelo poder público, ao mesmo tempo em que fomenta o espírito coletivo.

E você, quer apoiar nossa vakinha? Clique AQUI.

Caso não tenha condições de doar, mas quer ser voluntário ou voluntária no projeto, envie um e-mail para imprensa@sindiquinze.org.br.

A servidora Ana Dina (dir.) atuando como voluntária na cozinha comunitária, ao lado do
Padre Antonio, de Márcia Molina e das moradoras do acampamento Marielle Vive, do MST

938 1visualizações hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 3 =