Governo Bolsonaro volta atrás mais uma vez e diz que não haverá reajuste para os servidores públicos em 2022

postado em: NOTÍCIAS | 0

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, nessa terça-feira (07), em entrevista ao SBT, que não haverá aumento salarial para servidores públicos em 2022. O governo analisava a possibilidade de conceder um reajuste linear de 5%, “mas os pedidos de reestruturação de algumas categorias geraram empecilhos adicionais”.

O reajuste custaria quase R$ 7 bilhões – o que, segundo Bolsonaro, iria exigir cortes em vários ministérios e “atrapalhar o funcionamento do Brasil”.

O Ministério da Economia anunciou, na segunda-feira (06), que o bloqueio de gastos do governo caiu de R$ 8,2 bilhões para R$ 6,96 bilhões.

A redução no valor do corte foi possível porque a pasta desistiu de manter R$ 1,74 bilhão reservado para pagar uma parte do reajuste aos servidores do Executivo.

O governo tem, constantemente, voltado atrás nas informações sobre a reposição salarial do funcionalismo. Já houve a indicação do reajuste de 5% para todos, aumento no vale-alimentação, deixando aposentados de fora, reposição apenas para carreiras policiais. Tudo isso já foi afirmado e, depois, negado. A tática da confusão é pensada, na busca por desmobilizar as categorias e prolongar a verdadeira decisão até o fim do prazo, em 4 de julho.

Diante de tamanho descaso, a alternativa é intensificar a luta e mobilizar a categoria nos estados pela recomposição de 19,99%. As declarações reforçam o descaso e mais um ataque ao funcionalismo público e ao cidadão que necessita dos serviços prestados.

Cabe destacar que o chefe do Poder Judiciário não demonstra empenho na defesa dos servidores do PJU, tendo em vista que, até o presente momento, não apresentou qualquer proposta de plano para a recomposição das perdas inflacionárias da categoria.

Levantamento de especialistas mostra que há sobra orçamentária de mais de R$ 3 bilhões no Judiciário. Diante dessa constatação, qual é o verdadeiro motivo de a autoridade máxima do Supremo Tribunal Federal não zelar pelos direitos da categoria?

O Sindiquinze está unido às demais entidades representativas do serviço público na luta pelo reajuste digno e a valorização de toda a categoria. Neste sentido, seguindo o calendário de atividades da Fenajufe, realizará paralisação de 24 horas, dia 15 de junho, em frente ao Fórum Trabalhista de Campinas para reafirmar a pauta da valorização e reposição salarial.

A diretoria do sindicato conclama todos os servidores do TRT-15 a se unirem nessa luta e estarem conosco na mobilização e paralisação do próximo dia 15 de junho. Junte-se a nós!

Por Caroline P. Colombo com informações do portal Metrópoles

Baixe agora o aplicativo SINDIQUINZE para celulares Android e IOS!
Veja como é simples e rápido ter todas as notícias, serviços prestados e benefícios oferecidos pelo sindicato, em um só lugar!
Aproveite e também atualize seu cadastro pelo APP!

455total visits,1visits today

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 3 =