Plano Estadual Quinzemed tem reajuste de 19,5% a partir deste mês de fevereiro: servidores podem ter alteração zero com custeio do TRT

postado em: CONVÊNIOS, NOTÍCIAS | 0

Os planos de saúde estaduais geridos pelo Departamento Quinzemed sofreram reajuste de 19,5% a partir dos descontos determinados em folha neste mês de fevereiro.

Inicialmente, o percentual indicado pela Unimed São José do Rio Preto era de 51,15%, diante do aumento considerável de sinistralidade, que superou 105% no último ano. Durante a negociação, o presidente do Sindiquinze pontuou que o índice de reajuste apresentado pela Agência Nacional de Saúde (ANS) para planos de pessoa física foi de 15,5% e, por este motivo, o sindicato não abriria mão de uma porcentagem que atingisse o sindicalizado da menor maneira possível.

Após intenso debate e com o objetivo de manter a qualidade do convênio oferecido pelo sindicato, foi acordado o reajuste seria de 19,5% para os planos de abrangência estadual.

Entre 2013 e 2023, o Quinzemed registrou aumento no índice dos valores repassados aos filiados de pouco mais de 12%, com o reajuste zero ocorrido no ano de 2021. “A partir do retorno aos atendimentos presenciais, já no ano passado, foi inevitável que o plano de saúde sofresse um reajuste maior, diante da grande procura pelas consultas e atendimentos médicos”, lembra o presidente Ivan Bagini.

A partir do reajuste, os novos valores por faixa etária passam a ser:

Plano Unimed – OURO ESTADUAL

ANS 472.509/14-3 e 472.508/14-5

              

 

Servidores podem ter alteração zero a partir do custeio do TRT – O Sindiquinze lembra que, apesar do aumento de 19,5% nas mensalidades, os servidores podem ter alteração zero no valor pago pelo plano, a partir do custeio de saúde repassado pelo Tribunal.

No entanto, os repasses do TRT são pós-pagos, fazendo com que o valor recebido neste mês de fevereiro corresponda ao valor de janeiro. Confira o exemplo abaixo:

Uma família composta por, pagava:

Titular (faixa de 54 a 58 anos) – R$ 568,59

Cônjuge (faixa de 49 a 53 anos) – R$ 437,44

Filho 1 (faixa de 19 a 23 anos) – R$ 175,95

Filho 2 (faixa de 0 a 18 anos) – R$ 153,00

Filho 3 (faixa de 0 a 18 anos) – R$ 153,00

Total R$ 1.487,98

Para a faixa de 54 a 58 anos citada no exemplo acima, o Tribunal da 15ª Região custeia até R$ 2.880,42 , portanto o valor integral do plano médico do servidor.

Com o reajuste de 19,5%, passou a ser cobrado, conforme os valores abaixo:

Titular (faixa de 54 a 58 anos) – R$ 679,47

Cônjuge (faixa de 49 a 53 anos) – R$ 522,74

Filho 1 (faixa de 19 a 23 anos) – R$ 210,26

Filho 2 (faixa de 0 a 18 anos) – R$ 182,84

Filho 3 (faixa de 0 a 18 anos) – R$ 182,84

Total R$ 1.778,15

Na folha de fevereiro, este servidor ainda receberá o custeio de R$ 1.487,98 por ser referente a janeiro. No entanto, no holerite de março o valor será reajustado para os R$ 1.778.15, correspondente ao mês anterior, dentro do teto determinado pelo Tribunal, inclusive para os dependentes que se enquadrem na Resolução Administrativa.

O presidente Ivan Bagini avalia que, felizmente, a necessidade de reajuste para a manutenção da saúde de nosso Plano veio após a majoração da verba para pagamento do Auxílio-saúde, “que irá absorver integralmente o impacto desse reajuste”, finaliza.

Por Caroline P. Colombo

Baixe agora o aplicativo SINDIQUINZE para celulares Android e IOS!
Veja como é simples e rápido ter todas as notícias, serviços prestados e benefícios oferecidos pelo sindicato, em um só lugar!
Aproveite e também atualize seu cadastro pelo APP!

1608total visits,1visits today

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 19 =