Sindiquinze prestigia cerimônia de relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público

postado em: NOTÍCIAS | 0

O presidente Ivan Bagini e as diretoras do Sindiquinze Maria Sônia Faria e Rosa Delfino prestigiaram, nesta terça-feira (13), a cerimônia de relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público.

O evento aconteceu no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, e reuniu diversas representações dos servidores e servidoras que reafirmaram a atuação e mobilização pelas principais pautas de interesse da categoria.

A prioridade da Frente Parlamentar Mista é a atuação na defesa e valorização das servidoras e servidores, além da melhoria dos serviços públicos essenciais para a sociedade. Além da mobilização pela devolução da PEC 32/20 ao Executivo, o grupo já definiu outros temas essenciais como o novo regime de recuperação fiscal, o PLP 93/23, conhecido como arcabouço fiscal, que está em análise no Senado e apresenta limitações e congelamento para os investimentos públicos, como reajustes aos servidores públicos e realização de novos concursos – caso o governo não consiga cumprir os limites estabelecidos.

A Frente do Serviço Público atua, desde 2007, na defesa dos servidores públicos das esferas federal, estadual e municipal, dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. O colegiado é coordenado pelos senadores Paulo Paim (PT-RS) e Zenaide Maia (PROS-RN), bem como pelos deputados Alice Portugal (PCdoB-BA) e Rogério Correia (PT-MG). Também fazem parte do grupo centenas de entidades associativas e sindicais.

Para o presidente do Sindiquinze Ivan Bagini, a reinstalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público foi um evento de fundamental importância, “na medida em que essa Frente Parlamentar tem sido um marco de resistência no âmbito do Congresso Nacional no que se refere à política de Estado Mínimo que busca, reiteradamente, destruir o serviço público no país”.

Ivan lembra a atuação do grupo na luta contra a PEC 32 e nesse momento em que o serviço público trava mais uma batalha, desta vez contra as emendas do PLP 93/2023 que impedem o investimento nas carreiras públicas.

“É fundamental que ocupemos esse espaço no parlamento para que não sejamos, mais uma vez, responsabilizados pelo déficit público e achacados em nossos direitos à valorização salarial e dignidade de trabalho”, finaliza.

Por Caroline P. Colombo
Fotos: Joana Darc Melo – Fenajufe

Baixe agora o aplicativo SINDIQUINZE para celulares Android e IOS!
Veja como é simples e rápido ter todas as notícias, serviços prestados e benefícios oferecidos pelo sindicato, em um só lugar!
Aproveite e também atualize seu cadastro pelo APP!

305total visits,1visits today

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 7 =