PRECISAMOS FALAR DE FINANÇAS: Barra Bonita, Unimed e a saúde financeira do sindicato

postado em: NOTÍCIAS | 0

Saudações aos colegas servidores do TRT da 15ª Região,

Nesta quinta-feira (05) recebi mensagens de servidores associados, através de e-mail corporativo, questionando sobre a saúde financeira do Sindiquinze, até mesmo na condição de candidatos ao Conselho Fiscal nas próximas eleições. Assim, nos sentimos na obrigação de prestar os devidos esclarecimentos de forma pública, primando pela transparência que deve nortear as políticas sindicais.

Assumimos a presidência do sindicato em dezembro de 2019. Logo veio 2020, o fatídico ano da pandemia e do isolamento social. O mandato anterior encerrou-se com R$150.000,00 em caixa, após a reforma da colônia de férias de Caraguatatuba. Porém, com um projeto iniciado no mandato passado que demandaria muitos recursos para a sua conclusão.

 

 

Retrocedendo quatro anos no tempo, a diretoria passada inaugurou o marco fundamental da obra de Barra Bonita, um projeto idealizado para proporcionar aos associados residentes mais ao interior do Estado um espaço de lazer e convívio. Em 12/2018, após a mudança da Administração, a prefeitura de Barra Bonita questionou a concessão do terreno ao Sindiquinze feito pela gestão anterior, determinando que um processo de licitação fosse instaurado para a regularização dessa concessão. Na época, o Sindiquinze já havia investido em torno de R$1.280.000,00 na obra, que foi suspensa até a regularização da questão.

Superada essa questão legal, o andamento da obra foi retomado. Ao final do mandato passado, em 2019, tínhamos erguido a estrutura básica da obra e nada mais. Cumpre esclarecer que a administração anterior não apresentou nenhum cronograma financeiro para conclusão e viabilidade da obra no prazo de término da licitação.

Porém, o contrato de licitação estabelecia um prazo: 28 meses para concluir e inaugurar a obra, sob pena de perder a concessão do terreno e, por consequência, todo o investimento feito. O prazo se encerrou em março de 2022. Entramos com pedido de dilação de prazo diante das dificuldades com a Covid, quando ainda conseguimos uma prorrogação para julho de 2023.

Assim, iniciamos nosso mandato com essa responsabilidade de concluir esse projeto, investindo todos os recursos disponíveis para tanto. E aqui cabe uma menção a um fato paradoxal: a pandemia, que nos forçou a paralisar a obra por um período de aproximadamente 2 anos e permitiu que fizéssemos caixa para empreender o restante.

Dessa forma, investimos pesado nessa gestão para alcançarmos essa meta grandiosa. Em números:

SEDE CAMPO BARRA BONITA

GESTÃO 2015/2019     

01/12/2015 a 30/11/2019              R$ 1.286.532,08

GESTÃO 2019/2023

01/01/2019 a 31/12/2019              R$ 108.569,50

01/01/2020 a 31/12/2020              R$ 433.280,38

   01/01/2021 a 31/12/2021              R$ 3.099.867,47

   01/01/2022 a 31/12/2022              R$ 2.106.762,70

  01/01/2023 a 31/12/2023              R$ 1.266.029,21

Total de investimento da gestão 2020/2023:  R$ 7.014.509,26

INVESTIMENTO TOTAL:                R$ 8.301.041,34

Ou seja, o maior investimento da história do sindicato realizado em apenas 1 mandato.

É bem verdade que os quartos ainda necessitam ser mobiliados, com investimentos em ar-condicionado e outros acabamentos nos alojamentos. De qualquer forma, estamos aguardando o andamento do projeto de AVCB que protocolamos junto à prefeitura para podermos solicitar o alvará de funcionamento. Mas hoje temos a certeza de que Barra Bonita já é um patrimônio de todos os associados do Sindiquinze e nada poderá modificar esse fato.

Da mesma forma, lançamos mão de outros recursos para conseguirmos concluir nosso projeto. Em fevereiro de 2022, a pedido da Tesouraria, solicitamos a alteração na data de vencimento da fatura Unimed Campinas com o objetivo de financiar a obra de Barra Bonita, prática realizada durante todo o mandato anterior para o mesmo fim, assumindo o ônus dos juros.

Em linhas gerais, hoje esse é o panorama das finanças do Sindiquinze.  De fato, não estamos concluindo esse mandato com sobras no orçamento como no mandato anterior. Porém, entendo que estamos longe de uma condição precária que não possa ser revertida com a conclusão dos custos impostos pela obra em conclusão.

De fato, demos continuidade a toda luta política com os recursos que tínhamos à disposição, dentro do quadro aqui descrito, esclarecendo as reais condições que foram postas para essa gestão.

A contabilidade do sindicato, assim como todos os livros contábeis, foi apresentada na última assembleia geral de prestação de contas e está à disposição dos associados para consulta. Outras solicitações de esclarecimentos podem ser enviadas ao e-mail presidente@sindiquinze.org.br.

Ivan Bagini
Presidente do Sindiquinze

898total visits,1visits today

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − dois =