Sindiquinze lança canal para denúncias de assédio no âmbito da 15ª Região

postado em: NOTÍCIAS | 0

O dia 2 de maio é uma importante data para servidoras e servidores; e também para todos os trabalhadores. A data é marcada pelo “Dia Nacional de Combate ao Assédio Moral” e chama a atenção para os diversos registros da violência que pode ocorrer sutilmente no ambiente laboral.

Toda e qualquer forma de assédio no trabalho é tema de grande relevância e preocupação da diretoria do Sindiquinze. Trata-se de um comportamento abusivo e sistemático, no qual um indivíduo ou um grupo de pessoas submete um colega de trabalho a situações humilhantes, constrangedoras, vexatórias, degradantes ou intimidadoras.

O assédio moral, sexual ou de qualquer outro tipo é uma violação aos direitos fundamentais do trabalhador, que deve conviver em um ambiente de trabalho saudável, respeitoso e livre de abusos.

Neste 2 de maio, o Sindiquinze chama a atenção para a conscientização sobre o tema. No âmbito do TRT-15, o sindicato integra o Subcomitê de Combate ao Assédio do Tribunal e, a partir de agora, possui, internamente, um canal de denúncia para a adoção das medidas cabíveis, bem como, o combate dessa prática na 15ª Região.

Se você sofre ou já sofreu qualquer tipo de assédio, discriminação ou violência no seu local de trabalho, denuncie através do e-mail assedio@sindiquinze.org.br. A sua denúncia é sigilosa e será recebida pela presidência do Sindiquinze para as providências necessárias.

O sindicato esclarece que as denúncias recebidas pelo Subcomitê de Combate ao Assédio do Tribunal não podem ser sigilosas, uma vez que as normas do Conselho Nacional de Justiça não permitem esse tipo de repasse de informação. No entanto, para o Sindiquinze, você pode enviar e-mail de forma sigilosa que a diretoria se encarregará de investigar e encaminhar a atuação contra a prática.

Servidor! O Sindiquinze está ao seu lado na luta contra o assédio! Se você é uma vítima dessa violência, denuncie!

Pesquisa do TRT-15 sobre assédio e discriminação

O TRT da 15ª Região também tem se atentado às ocorrências de assédio e discriminação ocorridas no Regional. Neste sentido, desde o dia 25 de abril, o Subcomitê de Combate ao Assédio realiza uma pesquisa detalhada para obter as informações sobre os casos registrados nas Varas e Fóruns trabalhistas.

De acordo com o Subcomitê, as pesquisas anteriores contribuíram na construção de várias políticas institucionais e recomendações na melhoria do ambiente de trabalho. Na primeira delas, que contou com 1023 participantes, 38% responderam já terem sofrido algum tipo de assédio.

Desta vez, a servidora e o servidor do TRT-15, de forma anônima, pode responder sobre algum tipo de assédio ou discriminação que tenha sofrido dentro do Tribunal nos últimos dois anos e descrever, em detalhes, como ocorreu.

No caso de não ter havido a denúncia, também é possível assinalar o motivo pelo qual a prática não foi comunicada.

A pesquisa realizada pelo Tribunal é voluntária e sem qualquer identificação da pessoa que a responde.

O Sindiquinze chama a atenção de toda a categoria para que participe da pesquisa promovida pelo Subcomitê e ajude o grupo de identificar e combater o assédio na 15ª Região.

O link para responder ao levantamento do TRT foi encaminhado a todo o quadro de servidores via e-mail.

Por Caroline P. Colombo

Baixe agora o aplicativo SINDIQUINZE para celulares Android e IOS!
Veja como é simples e rápido ter todas as notícias, serviços prestados e benefícios oferecidos pelo sindicato, em um só lugar!
Aproveite e também atualize seu cadastro pelo APP!

224total visits,1visits today

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 1 =