CNJ divulga pesquisa sobre participação de negros e negras no Poder Judiciário

postado em: NOTÍCIAS | 0

O Conselho Nacional de Justiça (CMJ) divulgou a pesquisa com os dados estatísticos da participação de negros e negras no Poder Judiciário e análise da aplicação da Resolução CNJ n. 203/2015. Desde a vigência da resolução, houve aumento de 9% de ingresso de magistrados e magistradas negros.

O objetivo da pesquisa foi monitorar o cumprimento da referida Resolução, que dispõe sobre a reserva de 20% das vagas oferecidas nos concursos públicos para provimento de cargos efetivos e de ingresso na magistratura para negros.

Em todo o Judiciário, esse grupo corresponde a 18,1% dos juízes substitutos, 12,3% de juízes titulares e 8,8% de desembargadores. Os servidores negros ocupam, atualmente, 31% dos cargos efetivos. No caso dos estagiários, 33,9% são negros. A estimativa, considerando os números atuais, é de que a equivalência entre magistrados brancos e negros será atingida somente entre 2056 a 2059.

A pesquisa completa por ser conferida AQUI. Os dados por ramo do Judiciário, Tribunal, raça/cor, cargo, entre outros parâmetros, pode ser conferido AQUI.

Com informações do CNJ

Baixe agora o aplicativo SINDIQUINZE para celulares Android e IOS!
Veja como é simples e rápido ter todas as notícias, serviços prestados e benefícios oferecidos pelo sindicato, em um só lugar!
Aproveite e também atualize seu cadastro pelo APP!

259 1visualizações hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × quatro =