Planos de saúde do Sindiquinze terão reajuste de 15% em 2022

postado em: NOTÍCIAS | 0

O aumento de internações e de tratamentos (consultas com especialistas e exames) causado pela Covid-19 impactou o plano de saúde estadual do Sindiquinze, operado pela Unimed São José do Rio Preto. Com isso, após longa negociação, os valores dos planos do contrato mais recente, o Ouro Estadual, firmado em 2015, como os contratos antigos, Ouro e Ouro Master (não mais comercializados), terão reajuste de 15% a partir deste mês de fevereiro de 2022.

Em 2021 o reajuste dos planos do Sindiquinze foi de 0%, enquanto a principal concorrente nesta área, a Anajustra, aumentou o preço dos planos em 3,16%. No entanto, nos últimos 12 meses, houve recorde na utilização dos planos. Além do grande aumento no número de internações, inclusive em UTIs, aumentou o número de atendimentos, consultas e exames para tratamento das sequelas da Covid com especialistas (cardiologistas e pneumologistas, principalmente), além da alta no uso do home care. Outro fator que causou a explosão no uso dos planos foi a demanda represada por exames e consultas de rotina que os usuários deixaram de fazer em 2020 por conta do isolamento social.

Pelos cálculos atuariais apresentados pela Unimed Rio Preto, o reajuste deveria ser de 35,75%, mas a empresa solicitou 28,03% como índice a ser aplicado. A contraproposta do Sindiquinze foi de 15% e a operadora respondeu com 17,72%. O sindicato manteve a contraproposta e o índice de correção foi aceito pela Unimed Rio Preto.

Para o presidente do Sindiquinze Ivan Bagini, apesar do reajuste na casa dos dois dígitos, trata-se de mais uma conquista para a categoria. “Acho que podemos enxergar este reajuste do valor do plano de saúde, dentro do contexto atual, como uma grande vitória. Conseguimos manter a nossa proposta em um valor bem mais baixo daquele reivindicado pela Unimed”, avalia.

Reajuste no custeio

Conforme divulgado pelo Sindiquinze, o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) reajustou o valor do auxílio de Assistência Médica e Odontológica para os servidores. Na 15ª Região, o Tribunal possui um método diferenciado de pagamento, calculado de acordo com a faixa etária do beneficiado.

Em contato com o TRT, o sindicato foi informado que a majoração concedida pelo CSJT será repassada ao crédito dos servidores, sendo que a Administração ainda estuda a melhor maneira de garantir o repasse.

Segundo o presidente Ivan Bagini, “esse reajuste do valor do custeio de saúde irá absorver eventuais prejuízos dos associados”, finaliza.

Por Antonio Pecht Jr. 

Baixe agora o aplicativo SINDIQUINZE para celulares Android e IOS!
Veja como é simples e rápido ter todas as notícias, serviços prestados e benefícios oferecidos pelo sindicato, em um só lugar!
Aproveite e também atualize seu cadastro pelo APP!

1161 3visualizações hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − doze =