Fenajufe se reúne com DG do STF e recomposição salarial dos servidores do Judiciário avança

postado em: CAMPANHA SALARIAL, NOTÍCIAS | 0

Diretora do Sindiquinze participou do encontro no Supremo Tribunal Federal na tarde desta quarta-feira

A diretora do Sindiquinze e coordenadora-geral da Fenajufe Sandra Cristina Dias participou, na tarde desta quarta-feira (03), de uma reunião com o Diretor-Geral do Supremo Tribunal Federal (STF), Edmundo Veras.

Além dela, os também coordenadores da Federação Lucena Pacheco, Márcia Pissurno, Thiago Duarte e Fabiano dos Santos também estiveram no encontro que teve o objetivo de obter informações sobre a inclusão da recomposição salarial dos servidores do Poder Judiciário no Orçamento do próximo ano.

Enquanto as delegações de todo o país, entre elas, a do Sindiquinze, estavam reunidas em um ato na frente do STF como parte das atividades do Apagão do Judiciário, os dirigentes foram informados por Veras que na próxima sessão administrativa do Tribunal, o ministro Luiz Fux deve levar aos demais ministros a possibilidade de reajuste de salários para servidoras e servidores, na proposta orçamentária do Judiciário. O índice será de 13,5%, como aquele anunciado pelo Procurador-Geral da República, Augusto Aras, para o MPU. Mas a forma como será concedido, não foi informada.

A Fenajufe se manifestou ao DG no sentido de que os 13,5% não atendem à reposição das perdas sofridas pela categoria. Mas a possibilidade a ser discutida na sessão administrativa significa avanço em relação ao zero que Bolsonaro havia anunciado para o funcionalismo. Do outro lado, também significa que ainda há muito o que pressionar para a recomposição das perdas de 30,65% previstas até o fim do atual governo.

Durante a reunião, os coordenadores da Federação solicitaram os estudos que levaram o STF à proposta dos 13,5%. Para a Fenajufe, é importante conhecer qual é a lógica adotada pelo Tribunal. Destaque-se que é patente nas discussões da categoria, que desde a esse período da EC 95 estabeleceu uma margem de crescimento nos orçamentos, que ao longo de 2019 até 2022, nunca foi repassada às folhas de pagamento.

Temas como a Polícia Judicial e o NS para os Técnicos também foram discutidos com Veras. De acordo com ele, as duas pautas serão tratadas no Fórum de Carreira do CNJ.

A correção do Auxílio-Alimentação também entrou na pauta e segundo Veras, a correção já estará prevista na proposta orçamentária, ficando a cargo da próxima presidenta do Supremo, ministra Rosa Weber, dar o encaminhamento. O Sindiquinze lembra que, conforme noticiado, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) atendeu reivindicação da Fenajufe e irá conceder reajustes nos auxílios alimentação e pré-escolar em 2023.

O Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) irá aplicar o aumento, conforme o ofício circular nº 68/2022 encaminhado no dia 20 de julho aos TRTs de todo o país. Os valores per capita dos auxílios alimentação e pré-escolar serão reajustados em 32,27%.

Por Caroline P. Colombo com a Fenajufe
Foto: Fenajufe

 

Baixe agora o aplicativo SINDIQUINZE para celulares Android e IOS!
Veja como é simples e rápido ter todas as notícias, serviços prestados e benefícios oferecidos pelo sindicato, em um só lugar!
Aproveite e também atualize seu cadastro pelo APP!

436 7visualizações hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 17 =