Sindiquinze participa de nova reunião com DG do STF e reforça defesa pela antecipação da parcela da recomposição salarial dos servidores

postado em: NOTÍCIAS | 0

A diretora do Sindiquinze e coordenadora-geral da Fenajufe, Sandra Cristina Dias, participou, no último dia 14 de novembro, de uma nova reunião com o Diretor-Geral do Supremo Tribunal Federal, Eduardo Silva Toledo.

Na oportunidade, Sandra e os também coordenadores da Federação Denise Carneiro e Leopoldo de Lima defenderam, mais uma vez, a antecipação da terceira parcela da recomposição salarial dos servidores. Além disso, os dirigentes trataram de outros assuntos de interesse da categoria, entre eles, a tabela remuneratória dos Técnicos e Analistas, o reenquadramento dos Auxiliares, defasagem salarial, auxílio-saúde e o teletrabalho.

Terceira parcela da recomposição salarial

Os coordenadores ressaltaram a necessidade urgente de antecipar a terceira parcela da recomposição salarial, com um índice de 6,13%, para ser efetivada em 2024, em vez de 2025. Destacaram a importância de avançar nas negociações, considerando o término do ano e os prazos do exercício financeiro.

Teletrabalho

Quanto ao teletrabalho, os coordenadores defendem a expansão para 50%, instando a colaboração do diretor-geral do STF com o CNJ. Vale ressaltar que o Conselho aprovou uma limitação de 30% do quadro permanente em teletrabalho pela Resolução n° 481/2022.

Tabela remuneratória dos técnicos e analistas

A disparidade salarial entre técnicos e analistas foi abordada, enfatizando a urgência na redução desse abismo, dada a equivalência nas atividades desempenhadas por ambas as carreiras.

Defasagem salarial

Na reunião, discutiu-se também a defasagem salarial na carreira de analista em comparação com carreiras análogas no Executivo (Ciclo de Gestão) e no Legislativo (Senado, Câmara e TCU), destacando que a remuneração dos analistas do Judiciário não alcança nem mesmo 60% da remuneração dessas carreiras.

Reenquadramento dos auxiliares

A Fenajufe questionou sobre o andamento do projeto de reenquadramento dos auxiliares. A última informação obtida pela Federação indicava que o Conselheiro Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho já havia encaminhado o projeto ao gabinete do novo presidente do CNJ, ministro Luís Roberto Barroso. A Federação reiterou a urgência em corrigir esse problema, que deveria ter sido solucionado há muito tempo.

Auxílio-saúde

Quanto ao auxílio-saúde, a Fenajufe cobrou a implementação da Resolução CNJ nº 500/2023, buscando também a uniformização do piso nos tribunais e isonomia entre servidores e magistrados.

Por Caroline P. Colombo com informações e foto da Fenajufe

Baixe agora o aplicativo SINDIQUINZE para celulares Android e IOS!
Veja como é simples e rápido ter todas as notícias, serviços prestados e benefícios oferecidos pelo sindicato, em um só lugar!
Aproveite e também atualize seu cadastro pelo APP!

404total visits,1visits today

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 4 =