Delegação do Sindiquinze participará dos atos do “Ocupa Brasília” nos dias 28 e 29 de novembro

postado em: BRASIL, DIREITOS, MOBILIZAÇÃO, NOTÍCIAS | 0

Uma delegação do Sindiquinze, formada por diretores e servidores da base, participará amanhã e quarta-feira, dias 28 e 29 de novembro, dos atos do “Ocupa Brasília”, que fazem parte da luta conjunta pela valorização do serviço público e contra os ataques do Governo Temer aos servidores públicos.

Os protestos são organizados pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), do qual o Sindiquinze e a Fenajufe fazem parte, e pelo Fórum Nacional Permanente das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) e neles, servidores de todo o Brasil estarão em frente ao Congresso Nacional lutando pela revogação da EC 95/16, que congelou gastos públicos por 20 anos, contra a MP 805/17 e todos os projetos que atacam servidores, contra a “Reforma” da Previdência, que voltou a ser articulada pelo governo ilegítimo, e pela anulação total da “reforma” trabalhista. Tem também o PLS 116/17, que prevê a possibilidade de demissão de servidor público estável por insuficiência de desempenho, ou seja, abre a possibilidade de legalizar o assédio moral e já foi aprovado na CCJ do Senado.

A MP 805 aumenta a contribuição previdenciária de todos os servidores públicos federais de 11% para 14% e suspende reajustes de servidores públicos federais do Poder Executivo. O Sindiquinze ajuizou ação contra o confisco. Já a versão mais enxuta, mas não menos devastadora, de “reforma” da Previdência do Governo Temer foi tratada semana passada em jantar com cerca de 100 parlamentares. O novo texto acena para alterações menos drásticas para o setor privado e se mantém cruel para o serviço público.

Amanhã, será realizado um ato em frente ao Congresso Nacional em protesto contra a agenda de retirada de direitos praticada pelo Governo Temer. Na quarta-feira, os dirigentes e servidores visitarão deputados e senadores. Neste dia, também haverá ato público em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF), às 14h, para anunciar as ações jurídicas das entidades dos servidores contra a MP 805 e a EC 95. Na quinta, o Presidente do Sindiquinze, Zé Aristéia, e os servidores da base estarão novamente no Supremo desta semana, acompanhando a sessão em que poderão ser julgados os recursos de embargos de declaração pendentes relativo aos quintos.

O Sindiquinze está na luta contra a retirada de direitos! Junte-se à luta você também!

17 2visualizações hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 4 =